Males do Voto

Males do Voto

A máxima fundamental, na luta contra os exploradores do trabalho, é que: a emancipação dos trabalhadores há de ser obra dos mesmos trabalhadores. Não devem confiar, portanto, a sua libertação a braços alheios, sobretudo aos dos seus opressores. Votar, para um trabalhador, é crime e contra o voto obrigatório devem erguer eficaz protesto, praticando a greve do voto.

Dos tempos sombrios e dos orifícios anais de cada um!

Dos tempos sombrios e dos orifícios anais de cada um!

Cabe a nossa luta ser levada a sério nesse conflito de grupos contraditórios e nos organizarmos para não sofrermos as pressões de esquerdas e direitas autoritárias. Contra elas, o remédio é resistência combativa, mantida por nossa prática anarquista a muito tempo. E que vão cheirar os orifícios anais em outros lugares!

Questões práticas para ações anarquistas

Questões práticas para ações anarquistas

Quando a angustia lhe pesar o peito e ao redor sobre as moscas, parasitas e a imobilidade latente das pessoas derrotadas, de uma cinza apática surge a fênix, a anarquia é luta, é resistência, é o levantar o tom, é indomável, é o grito de todas as pessoas oprimidas e exploradas. É remédio para o tédio, é remédio para depressão, é remédio para ansiedade. Anarquia é o fim dos tempos de opressão e exploração e de quem defende a manutenção da morte.

Não somos anarcologas*!

Não somos anarcologas*!

O que estamos marcando aqui é o fato de que um rompimento social revolucinário de perfil anarquico está diretamente associado a uma construção da cultura social popular pelas pessoas oprimidas e exploradas em busca de sua emancipação geral. Esse protagonismo não poderá ser tirado ou apagado por qualquer usurpação dos partidos, das acadêmias, dos Estados, das patronais ou qualquer pretensão de tirania.