Lista de notícias em português da Agência de Notícias Anarquistas sobre a situação de calamidade humanitária pela qual passa o povo e anarquistas na Venezuela.

Aqui se pode ter uma noção geral do quadro de crueldade, prisões, assassinatos realizados pelo Estado ditatorial e pelo partido da direita contra os trabalhadores, trabalhadoras e povos indígenas nos campos e cidades.

A disputa pelo poder realizada pelos partidos da direita e da esquerda, que disputam a tomada do poder do Estado, para a administração do capitalismo local que explorará os trabalhadores no território da Venezuela segue seu curso. Governos e Empresas dos Estados Unidos, Canadá e União Europa assistem e financiam silenciosamente o massacre ditatorial de esquerda e direita na Venezuela.

Partidos socialistas e comunistas calam e alguns até apoiam o autoritário e assassino governo Maduro.

0
0
0
s2sdefault

A Iniciativa Federalista Anarquista no Brasil diante da operação policial Érebo contra anarquistas na Região do Rio Grande do Sul vem afirmar o direito e a liberdade humanos dos explorados e oprimidos se auto organizarem economicamente, socialmente e politicamente.

O pensamento e a prática anarquistas não são crimes. Os indivíduos, coletivos e organizações anarquistas não podem ser criminalizados pelo Estado Brasileiro com base em sua escolha cultural, filosófica, social e econômica: o anarquismo.

Denunciamos ao mundo a tentativa de perseguir e criminalizar mais uma vez a livre expressão e a organização anarquistas no Brasil como já ocorrido no século vinte com as leis Adolfo Gordo (7 de janeiro de 1907) e Lei de Segurança Nacional (4 de abril de 1935) atualizada em 14 de dezembro de 1983 e em vigência. E aprimoradas nos dias de hoje com as leis do terrorismo (16 de março de 2016) e lei do crime organizado (2 de agosto de 2013).

Anarquistas, movimentos sociais e movimentos populares são alvo de infiltrações policiais, forja de provas, peças processuais ficcionais e investigações infundadas pois não partem de fatos e sim de ignorância, preconceitos, e as vezes de perseguição política e ideológica.

0
0
0
s2sdefault

O INSTITUTO
O Instituto Parrhesia Erga Omnes, significa do grego liberdade de expressão e livre fala, Erga Omnes do latim tem o sentido de “para todos”. Fundada em setembro de 2011, a associação tem como objetivo trabalhar para a inclusão da população historicamente alijada dos seus direitos. Recebe da Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul - AJURIS a Menção Honrosa por duas vezes 2013 e 2015 pelo destaque de Boas Práticas em Direitos Humanos. Em 2014 o Instituto mudou-se para a nova sede, localizada na Travessa dos Venezianos nº30, no bairro Cidade Baixa, em Porto Alegre/RS, ampliando a atuação no espectro popular por meio de intervenções culturais e oficinas em instituições e bairros com música e debates.

0
0
0
s2sdefault