Em vista da apatia que vos domina e que ninguém ainda pode discutir, nesta cidade em que somos tão exploradas, resolvemos nós fazer uma nota em defesa de todas, esperando que não nos deixeis sós a reclamar os direitos que nos cabem indiscutivelmente. È justo recordar que já por vezes, alguns amigos nas colunas do Avanti, de La Bataglia e da A Terra Livre, surgiram em nossa defesa e as suas palavras não foram ouvidas. Mas, esperamos que não nos deixareis, a nós também, a pregar no deserto.

Devemos demonstrar enfim que somos capazes de exigir o que nos pertence; e se todas forem solidárias, se nos acompanharem nesta luta, se nos derem ouvidos, nós começaremos por desmascarar a cupidez dos patrões sanguessugas.

No último movimento de greve geral nesta cidade, ficou provado claramente que nossa classe é a mais ignorante e a mais atrasada. Nesse movimento de solidariedade operária tomaram parte todas as corporações de ofício, desde o mecânico ao marceneiro, desde o ferreiro ao carpinteiro, chapeleiros, pedreiros, quase todos os trabalhadores gráficos, os operários e operárias das fábricas de fósforos, de tecidos, de camisas, etc., os marmoristas, os ourives e muitos outros. Em Jundiaí, o comércio fez causa comum com os grevistas, fechando as portas. Aqui, em São Paulo, os próprios estudantes manifestaram as suas simpatias pelos operários, tendo de ser fechada a Faculdade. E nós costureiras? Nós passamos indiferentes pelo meio dos grevistas que enchiam as ruas da cidade e fomos trabalhar, mostrando que não tínhamos sentimento de solidariedade. E, no entanto, naquela multidão, estavam nossos pais, nossos irmãos, nossos noivos, por entre os quais passamos sem pensar que eles reclamavam um direito que também é nosso.

Companheiras! É necessário que recusemos trabalhar também de noite, porque isso é vergonhoso e desumano. 

Assinado: Tecla Fabri, Teresa Cari e Maria Lopes.

Digitado do livro Socialismo e Sindicalismo no Brasil, Edgar Rodrigues, 1969. Por Fenikso Nigra (parte do texto inteiro que está no jornal A-Info 77, acesse aqui!)

0
0
0
s2smodern
Joomla templates by a4joomla